Problemas de impressão editorial que não podem acontecer

O material gráfico tem como objetivo passar uma mensagem. Seja ele um livro, mangá, quadrinho ou qualquer outro, pouca coisa pode manchar mais a imagem da editora do que os problemas de impressão editorial. Porém, geralmente esses problemas não são causados pela editora, mas pela gráfica.

Imagine só ter seu logo e nome estampado em um livro de baixa qualidade. Que imagem isso passa para seu leitor? É essencial cuidar para que a impressão editorial seja bem feita e que seu cliente saia satisfeito.

É importante saber que esses problemas que surgem podem ser evitados, e é justamente sobre isso que vamos falar hoje!

O que é impressão editorial

A impressão editorial é o tipo de impressão que trabalha com livros, revistas, jornais, manuais, etc. Sempre que alguém compra um livro, ele passa por um processo complexo de impressão editorial que envolve a diagramação, escolha de fonte, preparação, escolha do papel e muito mais, antes de chegar à casa do leitor.

O desafio é que, uma vez que esse produto foi impresso, não tem como corrigir qualquer erro que possa ter passado despercebido. Por isso é tão importante ter um controle de qualidade rígido e entregar um bom produto para o cliente, se não há grandes chances de ele não comprar mais com a editora.

O problema é esse: quando o livro chega ao leitor com uma impressão de má qualidade, ele associa isso à imagem da editora, não da gráfica, mesmo que a “culpa” seja da gráfica.

O processo de impressão editorial envolve muitas etapas. Escrevemos um artigo aqui no blog só sobre isso. Se você quiser aprender sobre esse assunto, é só acessar o artigo clicando aqui!

Quais são os problemas mais comuns da impressão editorial

Como falamos, existem alguns problemas que podem ocorrer no processo, mas que precisam ser vistos no controle de qualidade e corrigidos, para que o material defeituoso não chegue nas mãos dos leitores.

Papel inadequado para o propósito

Cada material editorial tem um propósito e precisa de certas características que podem vir de um ou mais tipos de papel. Os mais comuns no mercado editorial são:

Papel jornal

Papel mais simples mas bastante usado em livros de bancas de jornal, gibis e alguns mangás. É mais barato mas de qualidade mais baixa.

Papel offset

Similar ao papel sulfite, é branco e não é ideal para romances, porque reflete muita luz, o que pode ser desagradável à vista. Porém, esse papel é bastante usado em livros didáticos, porque não costumam ser lidos por muito tempo de uma vez e apresentam tabelas e gráficos, que ficam melhor na folha branca.

Papel off white (papel pólen)

O papel off white tem uma coloração mais amarelada, por isso tem sido bastante utilizado em romances, que costumam ser lidos por muito tempo sem parar. Esse papel reflete menos a luz e é mais confortável de se ler por longos períodos.

Papel couchê

O papel couchê é um papel offset revestido e é usado como um papel “premium”, muito comum em livros de fotografia ou quadrinhos, que precisam de cores vivas e fiéis.

Escolher o papel errado pode atrapalhar a experiência do leitor. Por isso é importante um bom planejamento editorial para garantir que o material ideal seja utilizado.

Falta de sangria

A sangria é uma margem maior que precisa ser deixada na impressão editorial, porque geralmente os produtos passam por um outro corte, para melhorar o acabamento. Quando o material não tem essa margem, existe risco de o corte afetar partes do texto.

Importação do arquivo final em RGB, não CMYK

O RGB é muito comum no uso do design digital, mas na hora de criar um material impresso, o CMYK é o formato correto.

Todo arquivo para impressão precisa passar pela conversão das medições de cores para CMYK para que não haja distorção no resultado final, podendo ser bastante prejudicial, dependendo do que estiver sendo impresso.

Imagens em baixa resolução

Outro problema comum é o uso de arquivos de imagem em baixa qualidade, que podem prejudicar a visualização da imagem no livro ou material impresso, o que afeta diretamente a experiência do leitor e a percepção sobre o material!

Para a impressão gráfica, as imagens devem vir com uma resolução de pelo menos 300 dpi (pontos por polegada), para que possam ser impressas com qualidade.

Diagramação inadequada

Quando falamos em diagramação, tão importante quanto o que está escrito, é como esse conteúdo aparece. Muitas vezes a diagramação do material impresso não é bem pensada, e o conteúdo fica desalinhado ou de difícil leitura.

Novamente, o problema aqui é na experiência do leitor. Uma leitura confortável é essencial para o sucesso do material.

Uso de fontes não transformadas em curvas

Esse é um dos problemas de impressão editorial que podem passar despercebidos até a hora da impressão propriamente dita.

Todo texto digital precisa de uma fonte como representação gráfica, só que essas fontes costumam ser salvas no computador, e pode ser que o computador da gráfica não tenha essas fontes, então o texto perderia a formatação e ficaria em uma fonte padronizada, geralmente a Arial.

Para evitar esse problema, os programas de edição e diagramação têm a função de converter o texto em curvas, ou contornos. Isso transforma o texto em uma espécie de imagem chamada de vetor, fazendo com que o computador não precise ter as fontes instaladas.

Falta de prova de impressão e controle de qualidade

Se esse problema for resolvido, os outros também serão. A prova de impressão é um “test drive” do produto final, impresso nas mesmas condições que o resto da tiragem. Essa primeira impressão é usada para conferir se há algum problema que precisa ser resolvido antes que as outras unidades sejam impressas.

Essa é uma medida de controle de qualidade que tem como fim garantir que o produto final seja bom.

Se você quer evitar esses problemas de impressão editorial, imprima com a Corprint! Acesse nosso site para conhecer nossos serviços. É só clicar aqui.

Utilizamos seus dados para oferecer uma experiência mais relevante ao analisar e personalizar conteúdos e anúncios em nossa plataforma e em serviços de terceiros. Ao navegar pelo site, você nos autoriza a coletar estes dados e utilizá-los para estes fins. Consulte nossa Política de Privacidade em caso de dúvidas.